sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Deus me ama... Maravilha!!!!



As vezes as circuntâncias, situações adversas, correria do dia-a-dia ou os sentimentos mais diversos, proporcionam um esquecimento da singularidade do amor de Deus para comigo. Na teoria eu sei que "Deus me ama", mas na prática quantas vezes coloco tantos impecílios para viver e andar com firmeza neste amor, maravilhoso e especial revelado permanentemente e tão profudamente por mim, o amor de Deus. Vale lembrar o conselho de alguém que tinha tantos impecílios em sua jornada diária para "sentir" o amor divino, Madre Teresa, mas viveu de modo a demonstrar tal amor com tanta conviccção: "Nunca permita que nada encha seu coração de pesar de tal forma que você se esqueça da alegria do Senhor ressurreto".
Eis um pequeno trecho da obra de Max Lucado que tocou meu coração nem deste momentos difíceis, mas que impulsionou-me a viver de amor, no amor do Meu Senhor...

"Livrou-me porque tinha prazer em mim" (Sl 18.19)

"E você pensava que tinha sido salvo porque é bom. E você pensava que tinha sido salvo por causa de suas boas obras, das boas atitudes ou da boa aparência. Sinto muito. Se fosse assim, sua salvação se perderia quando sua voz diminuísse ou suas obras ficassem pobres.
Há muitas razões pelas quais Deus o salva: trazer a glória para si mesmo, aplacar sua justiça, demonstrar sua soberania. Mas uma das razões mais doces pelas quais Deus o salva é que Ele gosta de você. Ele gosta de tê-lo por perto. Ele acha que você é a melhor coisa que possa aparecer no momento. "Como o noivo se alegra da noiva, assim se alegrará de ti o teu Deus". (Is 62.5)
Se Deus tivesse uma geladeira, seu desenho estaria lá na porta. Se Ele tivesse uma carteira, sua foto estaria lá dentro. Ele lhe envia flores todas as primaveras e os raios do Sol, todas as manhãs. Você que conversar? Ele escuta, seja a hora que for. Ele pode morar em qualquer lugar do universo, mas escolheu o seu coração. E o presente de natal que Ele lhe mandou em Belém? Encare os fatos amigo. Ele é louco por você". (p.168)


OUVINDO DEUS NA TORMENTA
MAX LUCADO
CPAD

Nenhum comentário: