segunda-feira, 25 de abril de 2011

Três Cruzes



Levantaram três cruzes no Calvário,
no dia em que Jesus por nós morreu,
e todo aquele monte solitário
de trevas e de sombras se envolveu.

Uma cruz era a cruz do Mestre amado
que entre outras duas cruzes se erigiu,
pois entre malfeitores foi contado
e foi assim que o mundo inteiro o viu.

Na cruz da esquerda um ímpio impenitente
proferia blasfêmias contra Deus,
desiludido, torpe e irreverente,
desanimado nos pecados seus.

Na outra cruz, ante todos os olhares,
o outro ladrão ao Mestre suplicou:
- Ah! Lembra-te de mim, quando chegares
no reino onde vais!...

Jesus falou:

- Em verdade te digo mesmo agora
que comigo no reino ficarás,
pois irei dentro em pouco e sem demora
e comigo hoje mesmo tu irás.

Eram três cruzes, três num só momento:
- uma de dor e de alucinação,
outra, de paz e de arrependimento
e a de Jesus, a cruz da redenção.

Nenhum comentário: