quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Ministério Pastoral...



Na próxima semana terei o privilégio de estar completando 20 anos de ministério pastoral, todos eles vividos e desenvolvidos na Primeira Igreja Batista em Santa Fé do Sul.
Muitas vezes me pergunto como cheguei até aqui, mas não sei ao certo nem mesmo como Deus teve a ousadia e coragem de me chamar para essa tarefa tão nobre. Tenho como a maior riqueza de minha vida, depois de aceitar a Cristo como meu Salvador pessoal, o chamado para o ministério. Mas não sem sentir o peso e responsabilidade que acompanha essa tão nobre convocação, mesmo que muitos menosprezem e envergonhem o ministério... nele me alegro.
Sou grato a Deus, a minha amada igreja e minha familia maravilhosa.

Segue um texto de Agostinho sobre o ministério:

“Antes de mais nada, peço que vossa santa sabedoria considere que, não há nada nesta vida, e em especialmente em nossos dias, mais fácil, agradável e aceitável aos homens, que o ofício de bispo, sacerdote ou diácono, caso suas tarefas sejam desempenhadas de uma forma mecânica ou aduladora. Mas nada é mais inútil, deplorável e digno de punição aos olhos de Deus.
Por outro lado, nada nesta vida e, especialmente em nossos próprios dias, é mais difícil, pesado e arriscado que esses ofícios. Porém nada é mais abençoado aos olhos de Deus, se nosso serviço estiver de acordo com as ordens do Capitão”.
Agostinho de Hipona (354-430d.C.)
Escrevendo ao seu superior Valério.
(Redescobrindo o Ministério Pastoral,
MacArthur Jr., John F. – p.63)

Nenhum comentário: