sexta-feira, 27 de março de 2009

Mente Aberta!


É bom pensar. Acreditar. Ter convicções e e fundamentos sólidos. Mas como Cristo é melhor amar. A Verdade, os fundamentos, as pessoas, a Deus. É importante se abrir, com uma constante renovação da mente, ao que muitas vezes pensávamos nos ferir, mas que nos acrescenta quando se deixa tocar pelo olhar, pelas mãos, pelo toque singular de Cristo Jesus. Brennan Manning expõe com facilidade sobre a mente aberta em seu livro O Evangelho Maltrapilho.

"Se mantermos a mente aberta como a de uma criança, desafiamos idéias estabelecidas e estruturas rígidas, incluindo as nossas. Ouvimos pessoas de outras denominações e religiões. Não encontramos demônios naqueles de quem discordamos. Não nos aconchegamos a gente que balbucia nosso jargão.
Se somos abertos, raramente recorremos ao ou isso ou aquilo: ou criação ou evolução, ou a liberdade ou a lei, ou o sagrado ou o secular, ou Beethoven ou Madonna. Permanecemos focalizados em ambos e em e, plenamente conscientes de que a verdade de Deus não pode ser aprisionada numa definição pequena.
É claro que a mente aberta não aceita tudo indiscriminadamente - marxismo ou capitalismo, cristianismo e ateísmo, amor e luxúria, Moët Chandon e vinagre. Ela não absorve todas as proposições igualmente, como uma esponja, nem é um molenga como uma. A mente aberta, porém, percebe que a realidade, a verdade e Jesus Cristo são inacreditavelmente sem limitações."

Nenhum comentário: