quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Tributo a esposa!



Tributo de Billy Graham para Ruth Graham na Ocasião da Morte dela, 14 de junho de 2007.
"Minha esposa Ruth era a mulher mais incrível que eu tenha conhecido. Sempre que me pediram para nomear o melhor cristão que eu encontrei, eu sempre respondi, ‘Minha esposa, Ruth'."
Ela era um gigante espiritual cujo conhecimento inigualado da Bíblia e compromisso para oração seja um desafio e inspiração a todo o mundo que a conheceu.

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Amor provado....


Por Jonas Madureira

Depois de terem comido, Jesus perguntou a Simão Pedro: “Simão, filho de João, tu me amas como eu te amo?” Ele respondeu: “Sim, Senhor; tu sabes que te amo, mas do meu jeito.” Então, Jesus lhe disse: “Cuida dos meus cordeiros.” E Jesus voltou a perguntar-lhe: “Simão, filho de João, tu me amas como eu te amo?” Ele respondeu: “Sim, Senhor; tu sabes que te amo, mas do meu jeito.” Jesus lhe disse: “Pastoreia as minhas ovelhas.” E pela terceira vez lhe perguntou: “Simão, filho de João, e se eu te amar do seu jeito?” Pedro entristeceu-se muito. E respondeu-lhe: “Tô na roça”...


***
Jonas Madureira é filósofo, teólogo, editor das Edições Vida Nova e pastor da Fonte de Sicar
Fonte: www.pulpitocristao.com

sábado, 14 de agosto de 2010

Interpretação da Vida!


PONTUAÇÃO


Um homem rico estava muito mal, agonizando. Pediu papel e caneta. Escreveu assim:

'Deixo meus bens a minha irmã não a meu sobrinho jamais será paga a conta do padeiro nada dou aos pobres'.

Morreu antes de fazer a pontuação. A quem ele deixara a fortuna?
Eram quatro concorrentes.


1) O sobrinho fez a seguinte pontuação:

Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho. Jamais será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres.

2) A irmã chegou em seguida. Pontuou assim o escrito:

Deixo meus bens à minha irmã. Não a meu sobrinho. Jamais será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres.

3) O padeiro pediu cópia do original. Puxou a brasa pra sardinha dele:

Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais! Será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres.

4) Aí, chegaram os descamisados da cidade. Um deles, sabido, fez esta interpretação:

Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais! Será paga a conta do padeiro? Nada! Dou aos pobres.


Moral da história:

Assim é a vida.
Pode ser interpretada e vivida de diversas maneiras.
Nós é que colocamos os pontos. E isso faz toda a diferença.

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Orações...


“Senhor nosso Deus,
quando estamos com medo,
não permita que desesperemos.
Quando estamos desapontados,
não permitas que a amargura tome conta de nós.
Quando nosso entendimento e nossa força se esgotarem,
não nos deixe perecer!
Que sempre sintamos a Tua presença e o Teu amor!"


Karl Barth, 1886-1968, Teólogo Suíço